Estamos trabalhando em um novo site para Porto Alegre. Visite o projeto alfa e ajude-nos com seu feedback.
Prefeitura de Porto Alegre
Lupa
A- A+ A- A+    A A A A    ?
voltar ao topo ^

Escolas têm 15 alunos em destaque na Olimpíada de Matemática

07/12/2017 13:09:18

Foto: Manoelle Duarte/Divulgação PMPA
Miguel, 11 anos, é medalhista de bronze entre as escolas públicas

Miguel, 11 anos, é medalhista de bronze entre as escolas públicas

Foto: Manoella Almeida/Divulgação PMPA
Rhian, da Escola Vereador Antônio Giúdice, também ficou com o bronze

Rhian, da Escola Vereador Antônio Giúdice, também ficou com o bronze

Dois estudantes da rede municipal de ensino de Porto Alegre são medalhistas de bronze entre as escolas públicas na 13ª Olimpíada Brasileira de Matemática, a Obmep 2017, e outros 13 ganharam menção honrosa. Rhian Lopes da Costa, do 9º ano da Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Vereador Antônio Giúdice, bairro Humaitá, e Miguel Marques Duarte, 11 anos, do 6º ano da Emef Presidente João Goulart, bairro Sarandi, estão entre os 4.506 classificados na terceira colocação da disputa. Promovida pelo Instituto de Matemática Pura e Aplicada (Impa), a Olimpíada teve nesta edição - comemorativa ao Biênio da Matemática no Brasil (2017-2018) - o recorde de 18,2 milhões de inscritos de todo o país e a participação de 53.231 escolas públicas.
 
O gosto em resolver cálculos, a dedicação aos estudos e o interesse pelas ciências exatas é o ponto em comum entre os estudantes premiados. Rhian, 15 anos, conta que seguiu à risca o plano de trabalho do professor e chegou a estudar oito horas por dia durante a preparação para a prova, aplicada em setembro passado. Devido ao resultado, ele já fica apto a participar como bolsista de programas de iniciação científica, como o da Ufrgs. Para ele, porém, o mérito é de todo o grupo de cerca de 30 alunos (de diferentes anos) da Emef Antônio Giúdice. Os estudantes aprofundam os conhecimentos com o professor Leandro de Oliveira Martins, que desde 2013 incentiva seus alunos a participar da Olimpíada, sempre colhendo resultados. Gabriela dos Reis Castilhos, do 9º ano, obteve a terceira menção consecutiva neste ano.
 
“Aqui o bicho-papão da matemática não existe! Assim como fazemos em outras áreas da nossa vida, trabalhamos na solução dos problemas matemáticos com atitude, responsabilidade, perseverança, organização e cooperação, reforçando a parte lógica”, afirma o professor, orgulhoso de seu time. “Neste ano, além da medalha de Rhian, tivemos mais três alunas com menção honrosa e estamos liderando na rede municipal. Já entre as escolas públicas de Porto Alegre, incluindo as estaduais, mas não contabilizando os colégios Aplicação e Militar, que exigem seleção para ingresso, somos a quarta mais bem classificada”, comemora Leandro, que também leciona na Emef João Satte, bairro Rubem Berta, onde uma de suas alunas também recebeu menção.
 
Altas habilidades - Já Miguel, de 11 anos, de perfil mais quieto, chama a atenção pela assiduidade e pontualidade nas aulas. Na escola, costuma fazer demonstrações de seus origamis aos colegas, curte os jogos de queimada e pratica atividades de educação ambiental no turno inverso, além de frequentar a Sala de Integração e Recursos (SIR) para Altas Habilidades, onde intensifica os exercícios com os números. “Gosto mais de matemática do que português”, admite. Ele diz que se sentiu nervoso durante a prova, mas o esforço pela matéria favorita valeu a pena, já que de primeira já levou a medalha.
 
Conforme a professora Fernanda Fagundes, que ingressou na rede municipal no último mês de novembro, os alunos da João Goulart mostram que têm uma base sólida em matemática, com o conteúdo bem estruturado. “Um bom resultado na Olimpíada trabalha a identidade e a autoestima e serve de incentivo para si e os colegas.” 
 
A escola também comemora a atuação de Nelly Sellena Castro, de 14 anos, do 8º ano, que recebeu a terceira menção honrosa consecutiva na Olimpíada e foi frequentadora da SIR Altas Habilidades até o ano passado. “É uma aluna diferenciada, atenta e crítica. É sempre a primeira a responder e tem o raciocínio muito rápido, conseguindo inverter métodos com lógica e clareza”, conta. Nelly, que também gosta de ler e já se formou em cursos técnicos de Informática e Administração, já pensa na carreira que quer seguir: “medicina psicológica”, diz.
 
Destinada a estudantes do 6º ano do Ensino Fundamental ao 3ºano do Ensino Médio, a Obmep tem como metas estimular o estudo da matemática, revelar talentos, incentivando seu ingresso nas áreas científicas e tecnológicas, e promover a inclusão social pela difusão do conhecimento.
Confira os alunos da rede municipal de Porto Alegre que se destacaram na maior competição estudantil do Brasil. No total, 36,6 mil participantes receberam menção honrosa:
 
Medalha de bronze:
 
Miguel Marques Duarte, 6º ano, Emef Presidente João Goulart 
Rhian Lopes da Costa, 9º ano, Emef Vereador Antônio Giúdice
 
Menção honrosa:
 
Leandra Ribeiro Fernandes, 7º ano, Emef Vereador Antônio Giúdice 
Gabriela dos Reis Castilhos, 9ºano, Emef Vereador Antônio Giúdice 
Julia Moreira Galinati, 8º ano, Emef Vereador Antônio Giúdice 
Nely Sellena Roveda Castro, 8º ano, Emef Presidente João Goulart 
Bruna Merencia dos Santos Netto, 9º ano, Emef Dolores Alcaraz Caldas 
João Gabriel Silva Pinto, 9º ano, Emef Dolores Alcaraz Caldas 
Kamily Diedrich de Azevedo, 9º ano, Emef Vila Monte Cristo 
Pedro Henryque de Menezes, 9ºano, Emef Vila Monte Cristo 
Arthur dos Santos Lerner, 6º ano, Emef Deputado Victor Issler 
Caroline Duarte Machado, 9º ano, Emef João Antônio Satte 
Kayky da Silva, 9º ano, Emef Mario Quintana 
Luã Melo Garcia, 9º ano, Emef Pepita de Leão 
Cassiano Gonçalves dos Santos, 9º ano, Emef Aramy Silva
 
 


/ensino

Texto de: Cristina Lac
Edição de: Andrea Brasil
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.

                        
Facebook PMPA Flickr da Prefeitura RSS da Prefeitura Twitter da Prefeitura

Prefeitura Municipal de Porto Alegre - Praça Montevidéo, 10 - Rio Grande do Sul - Brasil - CEP 90010-170