Estamos trabalhando em um novo portal para Porto Alegre. Visite o novo portal e ajude-nos com seu feedback.
Prefeitura de Porto Alegre
Lupa
A- A+ A- A+    A A A A    ?
voltar ao topo ^

Festival da cultura senegalesa ocorre neste fim de semana

13/10/2018 08:58:00

Foto: Divulgação/SMDES PMPA
Evento ocorre a partir das 10h, deste sábado, 13, no Memorial do Rio Grande do Sul

Evento ocorre a partir das 10h, deste sábado, 13, no Memorial do Rio Grande do Sul

Neste sábado, 13, e domingo, 14, os porto-alegrenses podem conhecer melhor a arte e a cultura do Senegal. A partir das 10h, no Memorial do Rio Grande do Sul será realizado o 1º Festival de Arte e Cultura Senegalesa. O evento tem o apoio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Esporte (SMDSE), por meio da Coordenadoria dos Povos Indígenas e Direitos Específicos, e visa promover a integração e aproximação com os imigrantes africanos residentes no Estado. Com entrada franca, as atrações envolvem desfile de moda, comidas típicas, exposição de arte, teatro, música, danças tradicionais, exibição de filme e a luta livre Laamb.

Nos dois dias do evento, será oferecido um almoço no Clube do Comércio (Praça da Alfândega), das 12h às 14h, com o Festival de Gastronomia Senegalesa. Os convites antecipados podem ser adquiridos na Diretoria dos Direitos Humanos (rua Andradas 1643) e na página do evento. A equipe de cozinha tem a direção do chef Macodou seye, com dois pratos tradicionais, além de uma bebida típica.

Neste sábado, 13, às 10h, será realizado o desfile de moda com roupas típicas. São 24 figurinos confeccionados pelos imigrantes em Porto Alegre, cujos tecidos vieram em grande parte do Senegal. As peças femininas combinam com o turbante e trazem vestidos longos e largos com tecido colorido ou conjuntos de blusa e saia longa ajustada ao corpo. As vestes masculinas são compostas por calças compridas e túnicas de mangas longas.

Também no sábado, às 14h, será aberta uma exposição de arte. A mostra apresenta obras de Ousmane Mathurin Ndiaye, entre elas, seis quadros de pintura senegalesa. Além dos quadros Binetou Gueye, 30 peças de artesanato em madeira fabricadas no Senegal e 40 peças de tecido chamadas tampas. O artista Cristiano Barero também participa da mostra. Às 16h, ocorre apresentação de um grupo de músicos senegaleses da Capital que tocará instrumentos tradicionais como Tam Tam e Djembe. 

Neste domingo, 14, às 10h, um grupo de teatro composto por atores senegaleses fará três encenações sobre a vida de imigrantes. Às 18h, no auditório do primeiro andar do Memorial, haverá a exibição de um filme com atores senegaleses. Às 14h, do mesmo dia, na Praça Brigadeiro Sampaio (rua General Portinho, Centro Histórico), haverá uma apresentação da luta tradicional Laamb, que além da dimensão esportiva, ela incorpora a grandeza cultural e folclórica animada por rituais místicos como canção de bravura, cerimônias para afastar a má sorte e danças tradicionais embelezadas com talismãs e grisalhos.

A luta - O Laamb, é um desporto com séculos de existência no país africano. Muito semelhante à luta greco-romana em termos de estilo, é conhecido como Wrestling africano. Há duas formas de Laamb: uma permite o uso das mãos para atacar, e outra, de submissão, quando um dos lutadores cai ao chão, perde e a luta acaba. O combate é acompanhado por percurssionistas e cantores. Os lutadores usam amuletos amarrados nos braços, pernas e cintura, para proteção contra os maus espíritos e as feitiçarias do adversário.

Apesar da popularidade do futebol, o Laamb é o desporto nacional para o povo. Em grande parte do Senegal, a luta é praticada apenas por homens, no entanto em Casamance - região situada ao sul do país – as mulheres ganham cada vez mais espaço.

Um exemplo de sucesso é a lutadora Isabelle Sambou. Ela conquistou o quinto lugar nos jogos olímpicos de Londres em 2012, na categoria 48 kg de luta livre feminina. Considerada uma das melhores lutadoras do mundo, Sambou nasceu nessa região historicamente produtora de lutadores e lutadoras da luta senegalesa. O envolvimento feminino na luta, transformou a região no berço da equipe nacional de luta feminina do Senegal.

O 1º Festival de Arte e Cultura Senegalesa  é organizado pela Associação dos Senegaleses de Porto Alegre e tem apoio da Prefeitura de Porto Alegre, do Consulado Honorário do Senegal, do Memorial do RS, Casa de Cultura Mario Quintana, Akanni- Instituto de Pesquisa e Assessoramento, do Sindicato dos Servidores Federais do RS (Sindiserfs) e do DCE Ufrgs/projeto Direitos Humanos. Os organizadores buscam outros colaboradores em vaquinha online.

Imigrantes - é estimada uma população de 1.200 senegaleses em Porto Alegre do total de quatro mil no estado.

Programação
Sábado, 13 de outubro
Memorial do Rio Grande do Sul
10h - Desfile de moda com roupas tradicionais
12h às 14h - Festival de Gastronomia Senegalesa - Clube do Comércio
14h - Exposição de arte senegalesa
16h - Música tradicional e apresentação de danças típicas

Domingo, 14 de outubro
10h - Teatro e exposição - Memorial do Rio Grande do Sul
12h às 14h - Festival de Gastronomia Senegalesa - Clube do Comércio
14h - Apresentação da luta tradicional Lamb - Praça Brigadeiro Sampaio
18h - Apresentação de cinema, seguido de roda de conversa com os senegaleses - Memorial do Rio Grande do Sul



/eventos

Texto de: Maria Emilia Portella
Edição de: Gilmar Martins
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.

                        
Facebook PMPA Flickr da Prefeitura RSS da Prefeitura Twitter da Prefeitura

Prefeitura Municipal de Porto Alegre - Praça Montevidéo, 10 - Rio Grande do Sul - Brasil - CEP 90010-170