Site de Porto Alegre 2014
Transparência na Copa

 
SECOPA - Secretaria Extraordinária da Copa de 2014
PMPA / SECOPA / Embaixadores da Copa

Paulo Silas do Prado Pereira (Silas)

• Paulo Silas do Prado Pereira, mais conhecido como Silas nasceu em Campinas em 27 de agosto de 1965 e é um ex-jogador e atual treinador brasileiro. Durante sua carreira de jogador profissional de 1985 a 2004 ele jogou no Brasil, Portugal, Uruguai, Argentina, Japão e Itália. Com a seleção de base do Brasil ganhou o prêmio Bola de Ouro da Adidas no Mundial sub-20, e com a equipe principal jogou 38 partidas e participou das Copas do Mundo de 1986 e 1990. Silas iniciou sua carreira no início da década de 1980, jogando nas categorias de base do São Paulo. Em 1985 por intermédio do então técnico do tricolor Cilinho, inicia a sua carreira profissional. O time era formado, entre outros por Silas, Muller e Sidney. Ainda no ano de 1985, sagrou-se campeão da Copa do Mundo Sub-20 na União Soviética pela Seleção Brasileira, aonde foi escolhido o melhor jogador da competição. Já a sua carreira na Seleção principal iniciou no dia 16 de março de 1986, num amistoso contra a Hungria na cidade de Budapeste. Foi convocado para a Copa do Mundo de 1986, na qual a Seleção Brasileira chegou até às quartas de final. Em 1987 foi convocado por Carlos Alberto Silva para a Seleção que disputaria a Copa América, Silas atuou somente no jogo contra a Venezuela. No ano de 1988, Silas deixa o Brasil rumo ao futebol europeu. É contratado pelo Sporting de Portugal juntamente com outras estrelas como Rodolfo Rodríguez, Carlos Manuel, Douglas, Eskilsson e o treinador uruguaio Pedro Rocha. De todas as estrelas contratadas, os únicos que justificaram a badalação foram Carlos Manuel, Douglas e Silas, que foi o segundo artilheiro do time na temporada, atrás somente de Paulinho Cascavel. Para a Copa América de 1989 novamente surge a convocação, desta vez pelo técnico Sebastião Lazaroni. O Brasil conquista o seu quarto título na competição contando com quatro atuações de Silas. No dia 20 de agosto de 1989 num jogo válido pela eliminatórias para a Copa do Mundo de 1990, Silas marcou o seu primeiro e único gol pela Seleção, foi o terceiro do Brasil na vitória de seis a zero sobre a Venezuela, aos 37 minutos do primeiro tempo. Com a regularidade das boas atuações pela Seleção e a confiança do técnico, Silas é convocado para a sua segunda Copa do Mundo. No mundial, o Brasil é eliminado nas oitavas de final e Silas atuou em três jogos. Ainda no ano de 1990, deixa o Sporting rumo ao Uruguai para atuar no Central Español time em que, em uma passagem rápida, marcou três gols em dois jogos. Logo após isso, rumou para a Itália para atuar no Cesena. Na temporada seguinte transferiu-se para a Sampdoria, ajudando a equipe a ficar em sexto lugar na Liga Italiana. No final da mesma temporada, volta ao Brasil para ser Campeão Gaúcho e da Copa do Brasil pelo Internacional. Antes de alçar novos desafios, Silas ainda foi Campeão Carioca em 1994 atuando pelo Vasco da Gama ao lado de craques como Dener e Jardel. Em abril de 1995, foi para a Argentina aonde, com 24 gols marcados em 95 jogos, tornou-se ídolo do San Lorenzo vencendo o Campeonato Argentino daquele ano. É até hoje considerado o melhor camisa 10 que passou pelo clube na década de 1990. Em 1997, volta ao São Paulo para atuar pouco, mas mesmo assim vencer o Campeonato Paulista de 1998. Logo após, volta ao Japão para jogar pelo Kyoto Sanga durante duas temporadas. No ano 2000, volta ao Brasil para ser Campeão Paranaense pelo Atlético Paranaense, título este o seu último conquistado. A partir disso, passou por clubes menos expressivos até encerrar sua gloriosa carreira na Inter de Limeira em 2004. Após encerrar sua carreira como jogador, fixou residência em Campinas e virou empresário. Depois disso optou por atuar como treinador de futebol. Inicialmente foi auxiliar do técnico e amigo Zetti e, atualmente, exerce a função principal. Esteve no Fortaleza, no Avaí, no Grêmio, Flamengo e agora segue sua carreira.



Siga o Twitter da SECOPA




Saiba quem são eles




Desenvolvimento PROCEMPA