Site de Porto Alegre 2014
Transparência na Copa

 
SECOPA - Secretaria Extraordinária da Copa de 2014
PMPA / SECOPA / Embaixadores da Copa

Lucimar da Silva Ferreira (Lúcio)

• Lucimar da Silva Ferreira, mais conhecido como Lúcio nasceu em Brasília em 8 de maio de 1978, é um dos grandes jogadores brasileiro em atuação. É geralmente considerado o melhor zagueiro central do Brasil na atualidade e um membro-chave da defesa da equipe brasileira. Frequentemente sobe ao ataque driblando os adversários, coisa raramente feita por zagueiros centrais. A atuação do zagueiro (que inicialmente jogava como atacante), revelado pelo Planaltina, na derrota por 7 a 0 do Guará para o Internacional pela Copa do Brasil de 1997, no Estádio Mané Garrincha, agradou aos olheiros do colorado gaúcho. O clube gaúcho comprou o passe do jogador que ficou no Internacional até 2000, quando foi para o futebol alemão. Na Alemanha, Lúcio jogou no Bayer Leverkusen entre 2001 e 2004 e no Bayern de Munique entre 2004 e 2009. Foi ídolo durante sua passagem pelo futebol do país, e conforme declarações do ex-treinador da Seleção Alemã, Jürgen Klinsmann, seria o brasileiro predileto dos alemães para jogar em sua seleção. Logo depois de sair do Bayern de Munique, Lúcio assinou um contrato com a Internazionale para integrar a equipe do técnico José Mourinho por três anos. Em sua primeira temporada pelo clube, 2009 -10, foi um dos principais destaques na conquista da tríplice coroa (Champions League, Serie A e Coppa Italia). Curiosamente, na final da Champions League, Lúcio enfrentou o seu ex-clube, o Bayern de Munique, e foi fundamental na vitória da Inter pelo placar de 2-0. Sua primeira convocação para a seleção brasileira veio no ano 2000. Pouco tempo depois, se tornou titular absoluto na dupla de zaga da seleção canarinho. Em 2002, manteve-se como titular e jogando todas as sete partidas da seleção. Na Copa de 2006, mais uma vez como titular, bateu o recorde de maior tempo sem fazer faltas em Copas do Mundo, com 386 minutos. Ainda em 2006, foi nomeado capitão da equipe por Dunga. A preparação para a Copa do Mundo de 2010 foi proveitosa, tendo a Seleção conquistado a Copa América de 2007, da qual Lúcio não participou por lesão, e a Copa das Confederações 2009, em que o zagueiro foi destaque, sendo autor do gol que deu o título à equipe, contra os Estados Unidos, na final. Já no mundial de 2010, disputado na África do Sul, acabou mais uma vez demonstrando suas qualidades. Foi o zagueiro que ficou mais tempo sem cometer faltas em uma Copa do Mundo. Aos 25 minutos no jogo da eliminação da Seleção Brasileira para a França na Copa do Mundo de 2006, o zagueiro cometeu sua primeira falta na Copa, depois de ter jogado 386 minutos. A marca anterior era do capitão paraguaio Carlos Gamarra, com 383 minutos, conquistada na edição de 1998. Títulos: Internacional - Campeonato Gaúcho: 1997, Bayern Munique - Bundesliga: 2004-05, 2005-06 e 2007-08, DFB-Pokal: 2004-05, 2005-06 e 2007-08, DFB-Ligapokal: 2004 e 2007, Seleção Brasileira -  Copa do Mundo FIFA: 2002,  Copa das Confederações 2005 e 2009, Internazionale -  Serie A 2009-10, Coppa Italia 2009-10, UEFA Champions League 2009-10 e Supercopa da Itália 2010.



Siga o Twitter da SECOPA




Saiba quem são eles




Desenvolvimento PROCEMPA