PMPA / SMURB / Viva o Centro / Conheça o Centro / Bens Tombados / Armazéns do Porto A1,A2,A3,A5,A6, B1,B2,B3

Armazéns do Porto A1,A2,A3,A5,A6, B1,B2,B3

End.: Avenida Mauá, sem número
Tombado: SMC - Secretaria Municipal da Cultura

O conjunto de aterro, cais e edificações portuárias fazem parte das realizações que trouxeram à fisionomia da cidade novos padrões de dinamização, higiene e embelezamento. Representou um imenso esforço do governo e da sociedade do início do século, de modernização urbana e de desenvolvimento econômico do Estado.

Os armazéns A1, A2, A3, A4, A5, B1, B2, B3 e o edifício sede do DEPREC, juntamente com o Pórtico Central e armazéns A e B (considerados patrimônio cultural nacional desde 1983) fazem parte de um conjunto que foi sendo estruturado por etapas, a partir da construção do primeiro trecho do cais defronte à Praça da Alfândega (1911/13), do Pórtico Central e armazéns A e B (1919/22), dos demais armazéns (1917/27) e da sede administrativa do DEPREC (1947).

A estrutura dos Armazéns A1, A2, A3, A4, A5, B1, B2 e B3 é composta por peças metálicas, importada da empresa Daydée, de Paris, e montada no local. A vedação da estrutura é executada em alvenaria de tijolos maciços. O vão livre de cada prédio é de, aproximadamente, 20 metros na transversal e 90 metros no sentido longitudinal.

A altura atinge entre sete e dez metros, correspondendo a um único pavimento. A cobertura compõe-se de cumeeira e calhas dispostas transversalmente, o que dá ao conjunto um coroamento ritmado e contínuo, conformando sucessivos frontões.

As gruas para movimentação de cargas, dispostas em trilhos metálicos na base da estrutura do telhado, os guindastes existentes ao longo do cais e a pavimentação em granito são bens integrados às edificações e compõem o conjunto tombado.

Referências:
http://www.portoalegre.rs.gov.br/cultura 




» contatos
Liane Klein
(51)3289.8275

Desenvolvimento PROCEMPA