PMPA / SMURB / Viva o Centro / Conheça o Centro / Praças

Praça XV de Novembro



É uma das mais antigas e tradicionais praças de Porto Alegre. O primeiro projeto de implantação do logradouro surgiu no início do século XIX, quando foi delimitado um largo com 1199 braças quadradas (5.755,20 m²), não urbanizado, à beira do Guaíba. Chamado informalmente de Praça do Paraíso, teve a primeira referência oficial no Atas da Câmara Municipal de seis de abril de 1811 tornou-se, com o tempo, ponto de comércio ambulante, com quitandas, bancas de peixe entre outros. Em 1920, João Batista Alves Porto, engenheiro encarregado do Plano da Vila e da obra da nova alfândega, solicita a transferência das quitandas e demais mercados da Praça da Alfândega para a Praça do Paraíso, destinada ao mercado do Peixe. Por volta de 1829 foi designado como um dos locais de depósito de lixo da cidade.

A construção do primeiro Mercado Público de Porto Alegre, inaugurado em 1844, marca a ocupação formal da praça, sendo que o lado da antiga Rua de Bragança (atual Marechal Floriano) foi aterrado ainda em 1843, e os demais em 1844. O entorno, que era caracterizado pelo lodaçal, recebeu obras de urbanização, incluindo o calçamento. Entretanto essas melhorias não alteraram significativamente suas condições, pois nas imediações havia alguns ranchos para parada de carretas.

Seu nome foi alterado de Praça do Paraíso para Praça Conde D’Eu, após 1869, quando o primeiro Mercado foi demolido e transferido para o local atual, possibilitando sua urbanização. Em 1870 o vereador José Antônio Rodrigues Ferreira apresentou uma proposta de ajardinamento e calçamento incluindo a construção de um chalé para venda de refrescos e um coreto para apresentações da Banda Municipal. Como o projeto não foi executado imediatamente a Praça foi usada por circos, sendo que o Circo Universal possuía um barracão de madeira até 1878.

Em 13 de junho de 1879 a Câmara aprovou orçamento para construção de um jardim arborizado, cercado com um gradil de ferro com quatro portões. A comissão formada para organizar as obras angariou cinco contos de réis. Em 1880, os carreteiros são deslocados para a atual Praça Rui Barbosa e as árvores são plantadas. Em 1881 o calçamento é ampliado e o projeto do primeiro chalé é aprovado. Em 1882 são instalados lampiões a gás e a Praça é inaugurada em 2 de dezembro. Dois anos após, foi colocado um "elegante chafariz" de ferro bronzeado, que atualmente encontrasse no Parque Farroupilha. Em 1885 foi erguido o primeiro chalé para venda de sorvetes e, em 11 de dezembro de 1889, sua denominação foi alterada para Praça XV de Novembro.

O antigo chalé foi substituído em 1911 pelo tradicional Chalé da Praça XV. A praça sofreu redução de tamanho em 1928, para possibilitar a ampliação das ruas laterais. Em 1929 foi construído o primeiro abrigo coberto para bondes, no lado da rua Dr. José Montaury. Ampliado em 1935 devido à mudança no tráfego das linhas e a qualificação do atendimento à população, atualmente possui uso comercial, basicamente composto por lanchonetes. Uma grande parte da Praça ainda é ocupada pelo comércio ambulante, reunido no chamado Camelódromo.

Referências:
Franco, Sérgio da Costa. Guia Histórico de Porto Alegre. Porto Alegre: Editora da Universidade (UFRGS)/Prefeitura Municipal, 1988



» contatos
Liane Klein
(51)3289.8275

Desenvolvimento PROCEMPA