PMPA / SMURB / Viva o Centro / Conheça o Centro / Ruas

Avenida Padre Tomé

Começa na Avenida Mauá e termina na Rua dos Andradas, em frente à Igreja de Nossa Senhora das Dores.

Integrava, no princípio do século passado, a Praia do Arsenal, concedida ao município em 1824, pelo presidente da Província Visconde de São Leopoldo. Em 1859, com a urbanização da Rua da Alfândega (hoje Sete de Setembro), e a construção de um novo Arsenal de Guerra, o Presidente Ângelo Muniz da Silva Ferraz permutou com a Câmara Municipal os terrenos situados entre as atuais ruas General Canabarro com os da marinha da Rua Voluntários da Pátria, entre as ruas Vigário José Inácio e Barros Cassal. Também nesta época, conforme o resumo histórico do Padre C. J. Papen sobre a Igreja de Nossa Senhora das Dores, a Irmandade da Ordem Terceira obteve a concessão do terreno da marinha enfrente à igreja, devendo, em contrapartida, construir um cais na extensão correspondente, “pelo alinhamento além da Rua da Alfândega”.

Em 1860, o aterro e o cais protetor nos fundos da Rua Sete de Setembro já estavam prontos, como relata Antão Fernandes Leão: “O aspecto repulsivo que apresentavam essas praias em toda a extensão em que hoje se acham a praça e cais da Marinha e o da Rua da Alfândega não incomodará mais a quem demandar o porto desta cidade e nem os seus habitantes”.

Em 1873, a “praça em frente à igreja”, onde foram realizados vários enforcamentos, segundo alguns relatos, recebeu a denominação oficial de Praça Padre Tomé. Já no século XX, o logradouro foi prolongado até o cais do porto, em função do aterro no qual se implantaram a Rua Siqueira Campos e a Avenida Mauá.

Em 1931, o prefeito Alberto Bins alterou seu nome para Avenida Padre Tomé em homenagem ao Padre Tomé Luiz de Souza, professor e pároco da Catedral.

Referências:
Franco, Sérgio da Costa. Guia Histórico de Porto Alegre. Porto Alegre: Editora da Universidade (UFRGS)/Prefeitura Municipal, 1988
 


Página 1 | 2 | 3 || Próxima

» contatos
Liane Klein
(51)3289.8275

Desenvolvimento PROCEMPA